Baiano preso com cocaína na Tailândia disse à família que iria para convenção de tatuagens em SP


O baiano Laécio José Paim das Virgens Filho, 25 anos, preso ao tentar entrar com cocaína na Tailândia, disse à família que iria para uma convenção de tatuagens em São Paulo, conforme contou o pai do jovem, que tem o mesmo nome e sobrenome do filho.

"Ele disse que ia para uma convenção de tatuagens em São Paulo. Desconhecemos qualquer envolvimento [com o tráfico de drogas], jamais passou na cabeça da gente que pudesse acontecer isso", relatou Laécio Paim.

Ainda segundo o pai do jovem, ele deseja conversar com o filho para entender o que aconteceu. "Quero entender o que aconteceu, porque estamos sem saber de nada, não estamos em contato com ele. Então quero ouvir dele mesmo", explicou.

Laécio foi detido em 13 de junho no aeroporto de Bangkok e permanece em isolamento no presídio desde então. Ele estava com duas irmãs, identificadas como Samara Taxma Chalegre Muritiba e Daiana Chalegre Muritiba, que moravam em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 quilômetros de Salvador.
Baiano preso com cocaína na Tailândia disse à família que iria para convenção de tatuagens em SP Baiano preso com cocaína na Tailândia disse à família que iria para convenção de tatuagens em SP Reviewed by Giro Ibirataia on quarta-feira, julho 13, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário