‘Dinheiro esquecido’: Cliente resgata R$ 1,65 milhão em consórcio, diz diretor do Banco Central


O diretor de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central (BC), Maurício Costa Moura, afirmou que o maior valor sacado desde que o sistema Valores a Receber começou a funcionar foi de R$ 1,65 milhão. Ele deu a informação em um evento de gestão pública, realizado em Curitiba, na terça-feira (29).

“Depois das três primeiras semanas, a grande maioria dos recursos, obviamente, são valores muito pequenos, afinal de contas pouca gente esquece muito dinheiro em uma conta bancária. O maior valor sacado, nas três primeiras semanas, que foi o primeiro período de saque do sistema Valores a Receber, foi por uma pessoa física de R$ 1,65 milhão. Então, essa pessoa tinha esquecido ou não sabia que tinha R$ 1,65 milhão em nome dela no sistema financeiro e, graças ao sistema Valores a Receber, recuperou esse dinheiro. Era uma série de cotas de consórcio que havia acabado, a pessoa não foi lá para ver como os grupos tinham acabado e tinha esse valor considerável. Imagino que tenha ficado bastante feliz”, disse Moura.

Com Informações do Giro Ipiaú
‘Dinheiro esquecido’: Cliente resgata R$ 1,65 milhão em consórcio, diz diretor do Banco Central ‘Dinheiro esquecido’: Cliente resgata R$ 1,65 milhão em consórcio, diz diretor do Banco Central Reviewed by Redação on quarta-feira, março 30, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS