Explosão gerada por álcool em gel causou morte de jogador do São Caetano em SP


O acidente que matou o jogador Daniel Asafi Rodrigues de Arruda, de 14 anos, atleta das categorias de base do São Caetano e filho do ex-jogador do Santos e atual treinador do São Caetano, Axel Rodrigues Arruda, ocorreu após uma explosão em um réchaud. Segundo informações apuradas pelo g1 nesta quarta-feira (23), as chamas do utensílio, um fogareiro para esquentar comida, entraram em contato com álcool em gel. A informação foi confirmada ao g1 pela polícia. O réchaud ajuda a deixar as refeições mais quentes, e costuma ser utilizado no consumo de fondues. Por haver opções a gás, o manuseio incorreto pode causar acidentes. “O importante é que ele seja utilizado por um adulto. Por vezes, pode haver combustão descontrolada no equipamento”, alerta o engenheiro de incêndios Adriano Calvalhar da Silva. O especialista explica que o mecanismo precisa ter uma válvula de segurança. “Às vezes, as pessoas querem ensinar crianças como fazer, como acender, mas não é o ideal. Com o álcool líquido, é um pouco mais fácil [de um acidente ocorrer]. Antigamente, acontecia muito”, completa Adriano. O engenheiro recomenda que o utensílio não fique próximo a objetos que possam facilitar a combustão, como plástico.

Com Informações do Ubatã Notícias
Explosão gerada por álcool em gel causou morte de jogador do São Caetano em SP Explosão gerada por álcool em gel causou morte de jogador do São Caetano em SP Reviewed by Redação on quarta-feira, fevereiro 23, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

GOVERNO DO ESTADO - OBRAS