Após ameaça no corte de salários, secretário fala sobre retorno dos professores com comorbidades


Na manhã desta quarta-feira (14), o governador Rui Costa afirmou, em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, que os professores que não retornarem às salas de aula a partir do dia 26 de julho terão o salário cortado. Declaração aconteceu após o posicionamento do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, contrário à volta às aulas.

Quando questionado sobre a situação dos profissionais que sofrem de alguma comorbidade em coletiva concedida à imprensa, nesta quarta-feira (14), o Secretário da Educação do estado, Jerônimo Rodrigues, garantiu que o cuidado será mantido.

“Agora nas atividades remotas já existe esse respeito e cuidado com esses professores com comorbidades. Mesmo entendendo que a grande maioria desse público já foi vacinada, nós continuaremos com esse cuidado. Nós veremos com as unidades que têm professores com comorbidades para continuar respeitando o cuidado com esses profissionais. Com a apresentação do atestado, o profissional vai estar no direito dele”, afirmou.

De acordo com dados levantados pela cobertura vacinal da Covid-19 no estado da Bahia, feita pela Secretaria de Saúde estadual (Sesab), até a manhã desta quarta-feira (14), cerca de 26.539 profissionais da educação tomaram, no mínimo, a primeira dose da vacina contra a doença.
Após ameaça no corte de salários, secretário fala sobre retorno dos professores com comorbidades Após ameaça no corte de salários, secretário fala sobre retorno dos professores com comorbidades Reviewed by Redação on quarta-feira, julho 14, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS

https://www.ibirataia.ba.gov.br/