Header AD

Operação da PF mira empresários que fizeram sessão ilegal de vacinação em Minas


A Polícia Federal faz operação na manhã desta sexta-feira (26) para investigar se empresários do setor do transporte foram vacinados ilegamente contra a Covid-19.

Batizada de Camarote, a ação cumpe quatro mandados de busca e apreensão em endereços ligados à Viação Saritur, em Belo Horizonte, já que pessoas ligadas à empresa teriam organizado a sessão clandestina de imunização.

De acordo com o G1, um dos locais em que os policiais cumprem mandados é a garagem da empresa, no bairro Caiçara, endereço onde teria ocorrido a vacinação. Imagens internas de segurança serão recolhidas para tentar comprovar o episódio, revelado em reportagem na edição on-line da revista Piauí. A denúncia também é investigada pelo Ministério Público Federal (MPF).

A Operação Camarote objetiva apurar a suposta importação e administração irregular de vacinas. A suspeita é de que houve importação irregular de doses da Pfizer e receptação, segundo a PF.

A PF investiga se houve importação de mercadoria proibida, caso a eventual importação das doses tenha ocorrido antes da aprovação da lei que trata sobre a compra de vacinas por pessoas jurídicas, de descaminho, caso tenha sido após aprovação da lei, ou ainda se houve falsificação ou adulteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, caso o episódio tenha ocorrido antes do registro da vacina da Pfizer na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Também é apurada suspeita de receptação pelas pessoas que receberam a vacina.

Com Informações do Bahia Notícias
Operação da PF mira empresários que fizeram sessão ilegal de vacinação em Minas Operação da PF mira empresários que fizeram sessão ilegal de vacinação em Minas Reviewed by Redação on sexta-feira, março 26, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS