Header AD

Ex-mulher de Bolsonaro guardou R$ 54 mil de conta de funcionária na Câmara


Quando era deputado federal, o atual presidente da República Jair Bolsonaro empregou a irmã da sua segunda mulher Ana Cristina Siqueira Valle, Andrea Siqueira Valle, por oito anos, entre 1998 e 2006. Quatorze meses depois da saída de Andrea do gabinete, Ana ficou com todo o dinheiro acumulado na conta de Andrea, onde era depositado o seu salário: R$ 54 mil (equivalente a R$ 110 mil hoje). A informação é do portal UOL.

As transações foram identificadas pela reportagem a partir da quebra do sigilo bancário de Andrea, determinada na investigação do caso das “rachadinhas” no gabinete do senador Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A ex-mulher do presidente também trabalhou para o parlamentar.

Além de Andrea, outros 17 parentes de Ana Cristina foram contratados no gabinete de Jair ou de seus filhos.

Outras reportagens do UOL revelaram também o mesmo método de saques vindos de funcionários no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro e outros no gabinete do próprio presidente Jair Bolsonaro, na Câmara dos Deputados. Foram retirados, em dinheiro vivo, respectivamente, R$ 570 mil (87% dos salários) e R$ 551 (72%), por quatro funcionários de cada gabinete.
Ex-mulher de Bolsonaro guardou R$ 54 mil de conta de funcionária na Câmara Ex-mulher de Bolsonaro guardou R$ 54 mil de conta de funcionária na Câmara Reviewed by Redação on segunda-feira, março 15, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS