Barroso prorroga por 60 dias apuração sobre ações de Bolsonaro na pandemia

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF e TSE — Foto: TSE

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, prorrogou por mais 60 dias uma apuração contra o presidente Jair Bolsonaro, seus filhos, e aliados por suposta incitação ao crime. Essa apuração foi aberta a partir das conclusões da CPI. A decisão do ministro atende a um pedido da Polícia Federal, que teve aval da Procuradoria-Geral da República. Além de Bolsonaro, são alvos deste caso: o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filhos do presidente, os deputados Ricardo Barros, líder do governo, Carla Zambelli, Osmar Terra, Bia Kicis, Carlos Jordy e Onyx Lorenzoni. A CPI afirmou que “reuniu elementos que evidenciaram a omissão do Governo Federal na conscientização da população acerca da pandemia, bem como a participação efetiva do presidente da República, de seus filhos, de parlamentares, do primeiro escalão do governo e de empresários na criação e disseminação das informações falsas sobre a covid-19”. O relatório afirma que “essas condutas colocaram a saúde das pessoas em risco, uma vez que contribuíram para o rápido incremento da contaminação pelo coronavírus, pelo surgimento de nova cepa do vírus e pelo aumento do índice de ocupação dos leitos hospitalares e, consequentemente, para a morte de milhares de brasileiros” Com a extensão do prazo, a Polícia Federal deve se debruçar na organização de provas reunidas pela CPI. 

Barroso prorroga por 60 dias apuração sobre ações de Bolsonaro na pandemia Barroso prorroga por 60 dias apuração sobre ações de Bolsonaro na pandemia Reviewed by Giro Ibirataia on quinta-feira, agosto 04, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário