Sari Corte-Real é condenada a 8 anos e 6 meses de prisão por morte de Miguel em PE

 

Foto: Divulgação

A ex-primeira dama de Tamandaré-PE, Sari Corte-Real, foi condenada, na noite desta terça-feira (31), a oito anos e seis meses de reclusão por abandono de incapaz com resultado morte, devido ao óbito de Miguel Otávio de Santana, então com cinco anos de idade, após cair de um prédio de luxo no Recife em junho de 2020. As informações são do portal G1. A decisão foi proferida pelo juiz José Renato Bizerra, titular da 1ª Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE). O magistrado determinou que Sari Corte-Real inicie o cumprimento da pena em regime fechado. No entanto, ela tem o direito de recorrer em liberdade. De acordo com a sentença, “não há pedido algum a lhe autorizar a prisão preventiva, a sua presunção de inocência segue até trânsito em julgado da decisão sobre o caso nas instâncias superiores em face de recurso, caso ocorra”. Miguel Otávio morreu em 2 de junho de 2020 ao cair do 9º andar do Condomínio Píer Maurício de Nassau, que faz parte das conhecidas “Torres Gêmeas”, no Centro do Recife. O caso gerou grande repercussão e motivou protestos. Ele era filho de Mirtes Santana, empregada doméstica que trabalhava na casa de Sari Corte-Real. A então funcionária estava passeando com a cadela dos patrões e deixou a criança sob os cuidados da acusada. 
Sari Corte-Real é condenada a 8 anos e 6 meses de prisão por morte de Miguel em PE Sari Corte-Real é condenada a 8 anos e 6 meses de prisão por morte de Miguel em PE Reviewed by Giro Ibirataia on quarta-feira, junho 01, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

GOVERNO DO ESTADO - OBRAS