Bolsonaro defende ditadura e ataca ministros do STF: ‘cala a boca’


Sem citar nomes, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (31), durante cerimônia no Palácio do Planalto. Na ocasião, Bolsonaro também defendeu a ditadura milistar, que nesta quinta faz 58 anos.

“E nós aqui temos tudo para sermos uma grande nação. Temos tudo, o que falta? Que alguns poucos não nos atrapalhem. Se não tem ideias, cala a boca. Bota a tua toga e fica aí. Não vem encher o saco dos outros”, disse, em referência a ministros do STF, que usam toga.

Presente na plateia, estava o deputado Daniel Silveira (PL-RJ), que há alguns dias protagoniza um embate com o ministro Alexandre de Moraes, que determinou a utilização de tornozeleira pelo congressista até as 15h desta quinta.

“[Na ditadura] todos aqui tinham direito, deputado Daniel Silveira, de ir e vir, e sair do Brasil, trabalhar, constituir família, de estudar”, afirmou.

O regime enaltecido por Bolsonaro teve uma estrutura dedicada a tortura, mortes e desaparecimento.
Bolsonaro defende ditadura e ataca ministros do STF: ‘cala a boca’ Bolsonaro defende ditadura e ataca ministros do STF: ‘cala a boca’ Reviewed by Redação on quinta-feira, março 31, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS