Perda de apoio político foi 'motivo real' do impeachment de Dilma, diz ministro do STF

 


Perda de apoio político foi 'motivo real' do impeachment de Dilma, diz ministro do STF
Foto: Carlos Moura / SCO / STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou, em artigo escrito para a revista do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), que o “motivo real” para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016 foi a perda do apoio político, e não a prática das pedaladas fiscais. As informações são da Folha de S. Paulo.
 
"A justificativa formal foram as denominadas 'pedaladas fiscais' — violação de normas orçamentárias —, embora o motivo real tenha sido a perda de sustentação política", afirmou Barroso.
 
Na sequência do texto, que ainda será publicado na próxima quinta-feira (10), o ministro do STF comparou o quadro com o vivido pelo ex-presidente Michel Temer (MDB), que sucedeu Dilma na chefia do Estado brasileiro.

"O vice-presidente Michel Temer assumiu o cargo até a conclusão do mandato, tendo procurado implementar uma agenda liberal, cujo êxito foi abalado por sucessivas acusações de corrupção. Em duas oportunidades, a Câmara dos Deputados impediu a instauração de ações penais contra o presidente”, comentou Barroso.

Não foi a primeira vez que Barroso disse algo parecido. Em julho de 2021, durante um simpósio, ele avaliou que Dilma não havia sido afastada do poder por crime de responsabilidade nem por corrupção.

"Creio que não deve haver dúvida razoável de que ela [Dilma] não foi afastada por crimes de responsabilidade ou corrupção, mas, sim, foi afastada por perda de sustentação política. Até porque afastá-la por corrupção depois do que se seguiu seria uma ironia da história", expressou à época.
Perda de apoio político foi 'motivo real' do impeachment de Dilma, diz ministro do STF Perda de apoio político foi 'motivo real' do impeachment de Dilma, diz ministro do STF Reviewed by Giro Ibirataia on quinta-feira, fevereiro 03, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário