Mais de 300 crianças morreram de Covid no Brasil e Bolsonaro diz desconhecer essas mortes


O Ministério da Saúde anunciou a vacinação para crianças de 5 a 11 anos nesta quarta-feira (5) e no dia seguinte o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse desconhecer criança que tenha morrido por Covid-19. A fala ocorreu durante entrevista para a Rádio Nordeste, de Pernambuco. Bolsonaro repetiu efeitos colaterais da imunização e pediu que pais não se deixem levar pelo que chamou de propaganda.

"A própria Anvisa que aprovou também diz lá que a criança pode sentir, logo depois da vacina, falta de ar e palpitações. Eu pergunto: você tem conhecimento de uma criança de 5 a 11 anos que tenha morrido de Covid? Eu não tenho", disse o presidente.

Neste momento, Bolsonaro repetiu a pergunta para os auxiliares próximos e disse que nenhum levantou a mão. Ele repetiu também que não vacinará sua filha Laura, de 11 anos.

O presidente sugeriu ainda haver interesse da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e de "tarados pela vacina" na aprovação do imunizante.

Os técnicos da pasta vêm recebendo ameaças, investigadas hoje pela Polícia Federal, desde que aprovaram o uso da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos em dezembro do ano passado. O presidente já chegou a dizer que divulgaria o nome desses técnicos, o que, até o momento, não ocorreu.

"E você vai vacinar teu filho contra algo que o jovem por si só uma vez pegando o vírus, a possibilidade de ele morrer é quase zero? O que que está por trás disso? Qual o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual interesse daquelas pessoas taradas por vacina? É pela sua vida? É pela saúde? Se fosse, estariam preocupados com outras doenças no Brasil e não estão", disse.

"Então peço, como se tratam de crianças, não se deixe levar pela propaganda. Converse com seus vizinhos. Quanto garoto contraiu Covid e nada aconteceu com ele", completou.

Especialistas apontam que a vacinação para crianças contra a Covid-19 é eficaz e segura, e que seus benefícios superam eventuais riscos.

De acordo com dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), desde o começo da pandemia até 6 de dezembro, foram registradas 301 mortes de crianças entre 5 e 11 anos por Covid-19 no país.

Ainda que o número possa ser inferior se comparado a outras faixas etárias, especialistas apontam como essencial imunizar crianças, porque elas podem também transmitir a doença para outras pessoas, que podem desenvolver casos mais graves.

Mais de 300 crianças morreram de Covid no Brasil e Bolsonaro diz desconhecer essas mortes Mais de 300 crianças morreram de Covid no Brasil e Bolsonaro diz desconhecer essas mortes Reviewed by Redação on sexta-feira, janeiro 07, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

GOVERNO DO ESTADO - OBRAS