Mais de 1800 militares se recusaram a se vacinar contra Covid-19


Ao menos 1880 militares da Força Aérea Brasileira (FAB) se recusaram a se vacinar contra a Covid-19. O número representa 3% da corporação, mas segundo informações da coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópoles, pode ser ainda maior por contemplar apenas aqueles que informaram a decisão aos superiores.

Ainda segundo a publicação, os militares que recusaram a imunização tiveram que assinar um termo de responsabilidade, já que contrariam orientações científicas. No documento obtido pelo jornalista por meio da Lei de Acesso à Informação, eles reconhecem que foram encaminhados à vacinação pela Aeronáutica, mas optaram por não se vacinar.

A exigência da vacinação nas Forças Armadas não é uma novidade, até pouco tempo era uma regra. O presidente Jair Bolsonaro, por exemplo, teve que se vacinar ao entrar na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em 1970.

Mais de 1800 militares se recusaram a se vacinar contra Covid-19 Mais de 1800 militares se recusaram a se vacinar contra Covid-19 Reviewed by Redação on segunda-feira, dezembro 20, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS