Operação Faroeste: Desembargadora ganhou rolex avaliado em meio milhão


A Procuradoria-Geral da República (PGR) acusou a desembargadora do Tribunal da Justiça da Bahia (TJ-BA) Maria do Socorro Barreto Santiago de ter ganhado um relógio da marca Rolex, com valor estimado em R$ 449 mil. As informações são da coluna de Bela Megale, do jornal O Globo.

De acordo com a PGR, o presente teria sido pagamento de propina feito por um dos alvos da Operação Faroeste, o ‘quase-cônsul’ Adailton Maturino dos Santos. Maria do Socorro foi solta no mês passado por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas Adailton Maturino permanece preso.

Ela é acusada de atuar em benefício do advogado em uma disputa judicial sobre posse de terras no oeste da Bahia. De acordo com a publicação, os investigadores localizaram o rolex em buscas em seus endereços e, após interrogar o vendedor, descobriram que o relógio havia sido vendido para Adailton Maturino, que posteriormente o deu para a desembargadora.
Operação Faroeste: Desembargadora ganhou rolex avaliado em meio milhão Operação Faroeste: Desembargadora ganhou rolex avaliado em meio milhão Reviewed by Redação on quinta-feira, julho 15, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS

https://www.ibirataia.ba.gov.br/