Irará: Companheira de vereador morto a tiros é presa suspeita de envolvimento no crime


A companheira do vereador José Roberto Alves de Oliveira (MDB), de 49 anos, conhecido como Beto Cicatriz, encontrado morto na zona rural de Irará, a cerca de 130 km de Salvador, foi presa nesta quinta-feira (22), suspeita de envolvimento no crime ocorrido em 11 de julho deste ano.

Segundo a Polícia Civil, a mulher, que não teve a identidade revelada, tem 52 anos. A apuração do órgão apontou que a relação do vereador com a companheira era tumultuada e repleta de brigas – inclusive sobre uma propriedade rural do político.

As investigações apontam que na madrugada do crime, a suspeita e um homem foram em direção à zona rural de Irará, o que foi confirmado por imagens às quais os policiais tiveram acesso.

Além disso, a polícia informou que encontrou contradições no depoimento concedido pela mulher, dias antes, visto que ela alegou estar em casa na data do crime e ter tomado conhecimento da morte do vereador por meio de ligação telefônica.

O homem apontado como comparsa dela desapareceu, o que reforçou as suspeitas sobre ela. Após outras diligências que confirmaram o envolvimento de ambos, foram pedidos os mandados de prisão temporária, conforme informou o coordenador da 2ª Coorpin, delegado Fábio Santos da Silva.

Com Informações do Giro Ipiaú
Irará: Companheira de vereador morto a tiros é presa suspeita de envolvimento no crime Irará: Companheira de vereador morto a tiros é presa suspeita de envolvimento no crime Reviewed by Redação on sexta-feira, julho 23, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS

https://www.ibirataia.ba.gov.br/