Header AD

Na Bahia, mais de 12 mil crianças foram registradas sem o nome do pai em 2020


Entre janeiro e dezembro de 2020, 6,6% das crianças registradas na Bahia tiveram a Certidão de Nascimento emitida apenas com o nome da mãe. A porcentagem corresponde a 12.064, em um universo de 181.135 crianças nascidas vivas, que desconhecem sua origem paterna. Os dados são da Associação Nacional dos Registradores Civis de Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen-BA), compilados a pedido do Bahia Notícias. Na última semana, ao discutir os desdobramento do caso da mãe que abandonou a filha recém-nascida em um banheiro do terminal de ônibus Acesso Norte, em Salvador, a advogada Mariana Regis, especializada em Direito das Famílias com perspectiva de gênero, pontuou aspectos sociais conjunturais que dão conta da ideia de “naturalização da irresponsabilidade paterna”, termo recorrente nos debates pautados por movimentos sociais de pautas feministas e de enfrentamento ao machismo.

Com Informações do Ubatã Notícias
Na Bahia, mais de 12 mil crianças foram registradas sem o nome do pai em 2020 Na Bahia, mais de 12 mil crianças foram registradas sem o nome do pai em 2020 Reviewed by Redação on terça-feira, junho 08, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

ANÚNCIOS